Poética

Especial Dia das Crianças: Meu mundo

sun-741813_1920

No meu mundo de criança, minuto é eternidade. Chuva não resfria e chocolate não engorda (já o jiló…). Cães duram pra sempre e relógio de mãe é regularmente atrasado, só pra ela ficar mais um pouquinho. No meu mundo de criança, o céu pode ser da cor que eu quiser e  arco-íris é escorregador que cai em piscina de bolinhas. Sinceridade é lei e colo cura tudo. Gizes de cera são comestíveis e brinquedos inquebráveis. Roubo só na escolha na brincadeira de salada mista e enrolar só brigadeiro. Amores são eternos. Sempre o primeiro, indelével, insubstituível. Com mãos dadas e flor arrancada sorrateiramente de presente. Os sonhos são moldados em massinhas e nuvens. E os medos ficam escondidos no armário e debaixo da cama. No meu mundo de criança, falar sozinho é exercício de imaginação, não de loucura. A bicicleta é o mais importante meio de transporte. Ponteiros de relógios são incompreensíveis e laços de sapatos uma lição a ser aprendida. No meu mundo de criança, Papai Noel é presidente, com senso de igualdade e logística. Coelho da Páscoa ministro da Fazenda, com alto poder multiplicador e a Fada do Dente cuida da pasta da saúde. No meu mundo de criança, shampoo não arde no olho e qualquer moeda é fortuna. Castelos são de areia e poderes de super-heróis. No meu mundo de criança, letras são desenhadas com capricho, rabisco é obra de arte e tesouros são constituídos de bolinhas de gude, figurinhas e cartas. Diários são cofres. Amigos são inseparáveis e imprescindíveis. Professores são ídolos, avós sábios, tios esquisitos. Irmãos são cúmplices. No meu mundo de criança, Methiolate ainda arde e tudo sara quando casar. Praia é labirinto e piscina o paraíso. No meu mundo de criança qualquer pessoa se conquista com um sorriso e qualquer mágoa se dissolve com o sono. No meu mundo de criança guerra só de comida, bolinha de papel ou travesseiro. No meu mundo de criança, morar em um barril é divertido e trocar o R pelo L não parece tão grave assim. Céu e inferno são apenas parte da Amarelinha e roupas quanto mais confortáveis melhor. No meu mundo de criança, mímica destrói qualquer empecilho de comunicação e preconceito, nem sei o que significa. No meu mundo de criança, leitura é diversão, música é pra dançar! Poesia emudece, a perfeição é um risco. Nada é para amanhã, e o lema é Hakuna Matata. A paz é natural e a felicidade pura consequência. E no seu?

Categorias:Poética

Marcado como:

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s