Poética

A despedida

A despedida sempre tem aquele gosto de quem vai, mas fica, fica algum sorriso, alguma lágrima, um “volte logo”, ou adeus. E tem muito mais, porque não pedimos para nos despedir, não quando queremos. Por isso que, na palavra despedida, tem esse prefixo ‘des’ em que expressa a negação na própria palavra, negamos o pedido – e, acredite, em alguém que não é mais UNO, no entanto, somos parte do outro, que mora e convive dentro da gente. A despedida nunca foi um pedido, porém, é consequência. Lembrei agora de um trecho do conto do Edgar Allan Poe “a lembrança da alegria passada é a angústia do presente, ou as agonias atuais têm sua origem nos êxtases que poderíamos ter desfrutado”. De qualquer modo, somos feitos de tudo o que nos tornamos quando estamos juntos e tudo o que iremos ser a partir de agora, passando a conviver com a ausência do outro, esses outros lugares, pessoas, objetos, roupas que não se adequam mais ao nosso contexto atual, etc. Outro dia, quando minha família e eu fomos deixar a minha avó no terminal, acabei refletindo que nesses lugares, terminais e aeroportos são propícios a exercitamos a dor da partida e/ou a alegria de alguém nos esperando na chegada.

Estamos entre o sentimento da dor e da felicidade. Não dá para correr disso, apenas correr para não perder a viagem ou sair dela porque foi torturante a espera. A grande verdade da despedida é essa – somos feitos de chegadas e partidas. Quando não é a para outro lugar, é para outro plano, não cabendo mais permanecer neste – o terrestre. Faz ser aqui ou em outro lugar que não conhecemos direito, como diz Martha Medeiros, “Morremos de saudades que não dói” – e, eu digo, algumas delas não. Dessa forma, causamos isso em alguém e este nos causa também. Afinal, vamos concordar com Sartre: “tu és metade vítima e metade cúmplice, como todos os outros”.

Categorias:Poética

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s