Comportamento

Especial Setembro Amarelo: Precisamos (e vamos) falar sobre saúde mental

Estamos no Setembro Amarelo, o mês da prevenção do suicídio. Isso significa que durante todo este mês, você vai ouvir falar muito sobre esse assunto.

SetembroYellowBlog-1024x768-820x400

Aqui no Sete Íris, preparamos um especial com debates, entrevistas e análises importantes acerca do tema ao longo do mês. Mas por que é tão importante falar sobre saúde mental?

A depressão, juntamente com outros transtornos mentais, ainda é um grande tabu em nossa sociedade. Enquanto o assunto é jogado para debaixo do tapete, o Brasil é o oitavo país com o maior índice de suicídios do planeta. A informação é de um novo levantamento do Centro de Valorização da Vida (CVV), que mostra que 32 pessoas se suicidam por dia no Brasil. Isso significa um suicídio a cada 45 minutos, e quase 800 mil vítimas por ano. Além disso, para cada suicídio concretizado, há pelo menos outras 20 tentativas. Para se ter uma ideia, os números são superiores aos de vítimas da AIDS e da maioria dos tipos de câncer. Ou seja: os dados falam por si. O pior de tudo é que de acordo com a Organização Mundial de Saúde, nove em cada dez casos de suicídio poderiam ser evitados. 

Precisamos falar sobre saúde mental sem medo da abordagem, sem preguiça de aprofundar as discussões. Chamar a atenção da população para a importância deste assunto é fundamental para salvar vidas. A depressão não escolhe idade, cor ou classe social. Está cada vez mais presente no dia-a-dia das pessoas, e se você não tem a doença, provavelmente convive com alguém que tem. Mais que isso: a depressão é silenciosa, e muitas vezes o doente não busca ajuda por ter medo de se expôr, ou até por não entender a própria condição. Sem contar o fato de ser uma doença cara e com acesso extremamente restrito aos tratamentos que realmente funcionam. Mas isso já é história para uma das discussões que você vai conferir ao longo de setembro. Por enquanto, fica o alerta e uma atenção especial para esse assunto.  

postSetembro01

 

Lembrando que o Setembro Amarelo conta com o apoio do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). A Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio (IASP) também participa da divulgação do projeto. Mais informações sobre a campanha podem ser conferidas através do site oficial.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s