Poética

Quase 30

Ter 29 anos é ter quase 30. E saber que ter quase 30 não acontece tão repente assim como diz o filme da Sessão da Tarde. É nunca mais ver a Sessão da Tarde. Ter quase 30 é usar mais a agenda e o não. Usar menos os acessórios e as vírgulas. É se assustar com algum ídolo pop de sucesso na TV que você nunca ouviu falar. É não entender como a expressão “ficar para a titia” pode ser vista como maldição. Ter quase 30 é largar a fritura e o refrigerante sem sofrer. É saber que, definitivamente, ressaca nunca será um problema na sua vida. Muito menos uma solução. Ter quase 30 é se assustar com o tamanho do seu vocabulário. E confessar que só com o Google você sabe citar a fórmula de Bhaskara. É sorrir feliz por saber de cor todas as músicas dos programas da TV Cultura. “Tchau, preguiça…” É se preocupar com a saúde e não com o corpo, e vê-lo melhor por isso. É não curar carência específica com carinho generalizado. Deixar o drama única e exclusivamente como categoria de filme com histórias reais. É preferir as histórias reais. Saber que nada supera a vida. É ter certeza que você irá sofrer para sempre por não ter tempo suficiente para ler todos os livros do mundo, nem ouvir todas as músicas. É não perder mais os fones de ouvido. É poder ter uma década sem se preocupar com a terminação dos números que depois só se extingue nos 100. É saber o nome de mais de 10 temperos. É saber que seus amigos trilham caminhos muito diferentes do que você imaginou, e como diz a música, não saber se isso faz deles malditos ou inocentes. Ter quase 30 é não julgar tanto. É assinar embaixo de Nelson Rodrigues. Envelheça. É gostar mais do silêncio. Limpar com mais cuidado os contatos e as lentes dos óculos. É não acumular pessoas. Conversar mais com as plantas e com os mais velhos. Achar os primeiros fios brancos e assim, o da meada. É se conformar em pagar a entrada inteira e acompanhar o preço do tomate. É não se preocupar tanto com as fotos e mais com os fatos. Ter quase 30 é usar mais os mantras e menos os xingamentos. É renovar a carteira de motorista e as perspectivas. Acreditar menos no horóscopo e mais no eletrocardiograma. É se divertir com as broncas da sua mãe e se emocionar por ser a eterna princesa do seu pai. É ter a vontade de dividir novamente o quarto com seu irmão mais velho. É escolher estar com alguém e não precisar. Conduzir os diálogos e não deixar que eles a conduzam. Ter quase 30 é evitar mudanças bruscas, para que não doam nem as costas, nem o coração. É ter convicção que a adolescência é a pior fase da vida. E superar os traumas. Se assustar bem menos, se respeitar bem mais. As frustrações continuam nas mesmas medidas. Deve ser assim eternamente. É se permitir ter dúvidas. É falar menos “eu te amo” e mais “eu vim”. É perceber o quanto era mais fácil aprender um idioma novo anos atrás. Ter quase 30 é ignorar quem te ignora. É poder falar com propriedade a frase “na minha época…”. É achar a sua época melhor. É temer a tecnologia. Disciplinar os desejos e os músculos. Criar a responsabilidade de ser espelho para novas e velhas pessoas. É aprender a usar a furadeira e a máscara de cílios. Pensar no nome dos filhos que talvez nunca nasçam. Querer um cachorro e abdicar da vontade egoísta para não ter que deixá-lo sozinho a maior parte do dia. É continuar gostando da solidão. Ter quase 30 é querer parar o tempo. Está bom aqui. É tranquilo. Sereno. Tem cheiro de alfazema e cor lilás. Tudo é pra já e nada é urgente. Tudo se encaixa perfeitamente, inclusive os corpos com quem você se permite deitar. Ter quase 30 é o auge da artista circense, é o equilíbrio. Não temer cair e assim voar. Quase lá. Quase.

Categorias:Poética

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s