Cinema

Amizade, livros e jardinagem no filme mais fofo que você vai assistir em muito tempo

229585.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Tem dias que a gente só quer chegar em casa, tomar um banho quente e assistir a algo leve e bonitinho pra relaxar. Aquele filme com personagens carismáticos e um enredo simples em que tudo dá certo no final, sem a gente precisar esquentar muito a cabeça, sabe? Uma novidade da Netflix propõe exatamente isso, e é minha dica cinematográfica da semana.

A jovem Bella Brown, interpretada pela linda Jessica Brown Findlay, é uma escritora de contos infantis que não escreve. Reclusa, ela trabalha em uma biblioteca e leva uma vida solitária em meio aos livros. Um dia, o proprietário da casa alugada por Bella a força a arrumar o jardim, que é deixado em situação de extremo abandono por conta da repulsa da jovem em estar lá fora. É ou arrumar, ou ser despejada. E é aí que um velho rabugento (Tom Wilkinson) de poucos amigos entra na sua vida.

235835.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Esse é o panorama que nos é apresentado em Uma Beleza Fantástica, dirigido por Simon Aboud. A proposta do filme é ser um conto de fadas moderno, então elementos que fogem da realidade são comuns (Bella foi deixada em uma caixa quando bebê e foi protegida por patos até que freiras a encontrassem).

Alguma coisa me fez lembrar Tim Burton. Muita gente falou da francesa Amelie Poulain. O fato é que Uma Beleza Fantástica encanta pela singeleza e doçura com que mostra o desenrolar de uma amizade inusitada e muito apaixonante, que se dá através do descobrimento da jardinagem. Se você gosta de livros e de plantas, é quase certo que vai se encantar.

083814.jpg-r_1920_1080-f_jpg-q_x-xxyxx

Não espere muita coisa do roteiro porque ele é bem simples. Dá pra problematizar um tanto: absolutamente todos os homens do filme parecem estar ali única e exclusivamente para auxiliar Bella de alguma forma, mostrar a ela o caminho. A personagem é um clichê ambulante: branca, franjinha, ar de menina frágil e meio esquisita. Além disso, um arco romântico totalmente dispensável ocupa um tempo considerável que poderia ser utilizado para se trabalhar melhor as personagens, ou a relação delas com a jardinagem. No entanto, isso só deve incomodar quem assistir ao filme esperando mais que uma história simples e bonitinha. Filme fofo sobre amizade pra terminar um dia cansativo, com aquele frescor mágico que os livros e as plantas sempre trazem.

Nota: 3,5 de 5

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s